quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ULTIMOS DIAS EM SAO PAULO 11 8142 7422 OU 7999 3488.ATENDO NA VILA MARIANA.


esta semana sai com um carinha super timido,ele estava meio indeciso,nao sabia o q fazer ,era primeira vez com uma trans,eu perguntava o que ele gostaria de fazer ,ele nao sabia o que pedir
entao eu disse ,vc quer ser dominado por mim??
tipo ,ja que vc nao sabe o que quer,vc fara tudo o que eu quizer!!
ele aceitou!
entao mudei completamente a minha roupa,pus meus acessorios de sado,botas,cinta de couro,meias xadez transparentes,uma peruca loira!
sai do banheiro outra....srsrsrrs
ele estava na cama com carinha de medroso,inexperiente,entao pensei pra mim mesma, vou pegar leve com este aqui ,pois nao quero assusta-lo...rsrsrsrsr
mandei ele virar de costas e comecei a massagea-lo,ele estava adorando a massagem,fui descendo pelas suas costas ate seu bunbunzinho empinado,comecei a passar as pontinhas das minhas unhas compridas no buraquinho do seu cuzinho,ele ficava todo arrepiado,queria se mexer ,dai eu falava ,nao se mexe!! fica imovel!!
comecei a arranhar ele da pontinha do pe,passando pela sua bundinha ,ate as costas,chegando ao pescoco!!
ele estava delirando ja com minhas caricias,depois deitei por cima dele,enconstei meu pau sob suas nadegas,meus seios pontudos tocavam suas costas e minha boca mordia sua orelha,comecei a passar a lingua de leve na orelhinha dele,depois enfiei a ligua e ele delirava de prazer arrebitava a bunda pra sentir meu pau bem duro ,e eu ficava ali encochando ele,sentindo aquela bundinha durinha no meu pau,,,,
ate que fiquei muito tarada,fui descendo com minha lingua pelas suas costas ate o seu cuzinho,pus uma camisinha na ponta da lingua e comecei a dar linguadas no seu cu,que piscava de tezao,ele rebolava muito na miha boca e falava que estava adorando..
pra nao perder a pose de rainha eu mandava ele ficar calado,mas eu nao queria dominar ele fortemente pois tinha medo de assusta-lo..
depois tirei a camisinha da ponta da lingua ,peguei outra e meti nos dedos,com bastante ky gel, comecei e enfiar dedinhos no cuzinho dele,primeiro 1 fiquei ali brincando com o buraquinho dele,qdo vi q ele estava acostumando,enfiei 2 ,continuei massageando o reguinho dele,depois 3,ate que qdo senti q ele estava relaxadissimo ,meti uma camisinha no meu pau e soquei..
ele gritou ,eu tirei ,ele falou q tinha machucado um pouco,mandei ele se acalmar...coloquei bastante gel no cuzinho dele,e fiquei so rossando a cabecinha do eu pau no buraquinho dele,aos poucos eu fingia q ia mais nao ia,,,enfiava um pouco da cebecinha e tirava ,fiquei brincando assim no cuzinho dele ate que ele mesmo nao aguentou de tanto tezao e me puxou pra dentro dele com suas maos,e meu pau foi entrando ,qdo vi ja estava todinho enfiado,deixei la dentro pra ele ir se acostumando,ele tentava dar uma reboladinha com meu pau dentro...hummm deliciaaa...
entao nao aguentei e comecei a meter,meti bem gostoso,dai comecei a chamar ele de putinha,falei que ele estava perdendo o cabacinho comigo,que ele agora era meu veadinho,e ele estava adorando ser chamado assim(sei que alguns nao gostam de ser chamados de puta,veadinho,mas outros adoram)
entao continuei bombando meu pauzinho no cu dele e xingando ele,,,
virei ele de frente comecei a socar e cuspir na cara dele,dei uns tapinhas de leve,sempre chamando ele de minha putinha ,ate que ele comecou a se tocar e gozou abundantemente!!
saiu muita porra do pau dele,uma das jatadas dele passou por cima da sua propria cabeca e foi bater no espelho da cama...hahahaha
dai eu me levantei e falei,eu devia te castigar por ter gozado primeiro do que eu!!
mas td bem,esta foi sua primeira licao!!
na proxima vamos um pouco mais alem!!
ele sorriu satisfeito ,tomou um bom banho ,vestiu -se e foi embora,todo realizado...

2 comentários:

Anônimo disse...

Nunca sai com uma travsti, mas seus contos são demais....me imagino sendo dominado...vc é demais quero mto sair com vc!!!

John disse...

Me senti na pele desse cara. Ficaria muito feliz em ser dominado desse jeito. Claro que umas algemas e ball gags dariam um tchan a mais